Depois das constantes noticias e especulações sobre a baliza do Liverpool, o antigo internacional polaco, Jerzy Dudek, decidiu falar sobre o que é ser guarda-redes em Anfield Road.

bestsellers-mrec

Simon Mignolet continua a estar em torno de enormes dúvidas sobre a sua qualidade para assumir a baliza de um clube tão grande e com tanta história como o Liverpool. Com tantas opiniões a surgir sobre a baliza do Liverpool, um jornal britânico decidiu ir à conversa com um carismático guardião do clube, Jerzy Dudek. O polaco esteve, tal como a maioria dos guarda-redes, bons e maus momentos no Liverpool e sempre conseguiu sair por cima e suportar a pressão de defender as redes dos Reds, chegando mesmo a ser o herói da mítica final da Liga dos Campeões frente ao AC Milan.

Mal ouviu a primeira pergunta, Dudek estremeceu apesar de saber que ela acabaria por chegar…

“Como é cometer um erro quando se está na baliza do Liverpool?”

Mais de 13 anos se passaram desde aquele dia, em Dezembro de 2002, quando os erros de Dudek ofereceram os golos a Diego Forlán e ao Manchester United. A carreira em Anfiel acabou por ser novamente construída e recuperada, mas existiram momentos em que parecia que o mundo lhe estava a cair em cima. Dito de outra forma, ele sabe como Mignolet se deve sentir às vezes.

“As expectativas são sempre muito altas quando tu jogas pelo Liverpool! Quando ganhas ninguém vê o guarda-redes, quando perdes toda a gente o faz”, contou Dudek.

“A pressão é ainda maior quando o clube não obtém grandes resultados. E agora, o Liverpool não está a conseguir obter grandes resultados. E assim, cada erro, mesmo que muito pequeno, é sempre um grande erro.”

“Eu estive lá. Eu tive a crítica, as histórias na imprensa e a pressão das bancadas. Mesmo quando vencemos a Liga dos Campeões em 2005, durante toda aquela época eu tinha pessoas que me diziam que o (Rafa) Benitez ia comprar um novo guarda-redes e que eu não era necessário. Não foi fácil.”

“Em 2002, eu estava muito cansado depois do Campeonato do Mundo e eu sabia disso. Mas eu era ambicioso demais, e por isso eu senti que não podia contar a ninguém. Eu senti a pressão de Chris Kirkland e guardei isso para mim mesmo. Mas paguei um grande preço”, desabafou o polaco.

Erro de Dudek frente ao Manchester United. Duas prendas para Forlan...

Um dos erros de Dudek frente ao Manchester United. Duas prendas para Forlán…

“Perdemos o jogo contra o Manchester United, e eu fiz os erros. Lembro-me do momento em que eu estava deitado no chão e o Forlán marcou, eu disse para mim mesmo: ‘bem, é inexplicável, mas agora vou agarrar o resto que eu mereço!’ “

Dudek, chegou mesmo a perder o lugar para Kirkland nessa época.

“Essa é a vida de guarda-redes!”, sorriu Dudek. “A única maneira de fazer passar os maus momentos é através de boas performances.”

“Eu passei um momento difícil naquela época, mas eu aprendi muito com isso. Eu fiquei mais forte depois do que aconteceu e fiquei certamente a saber quem eram os meus amigos e inimigos! Com os erros aprendes mais do que com o que fazes nos bons momentos.”

Agora, Dudek espera ver Mignolet garantir o seu próprio lugar na história de Anfield Road.

“Como eu disse, a melhor maneira de calar os críticos é jogar bem! Vamos esperar que ele possa ser o homem do jogo na final Taça da Liga! Isso seria uma grande história para ele”, afirmou Jerzy Dudek.

Grandes palavras e sentimentos de quem sentiu na pele o que é ser guarda-redes… A força mental terá sempre que aguentar as críticas e desistir não é palavra a aplicar na vida solitária das balizas!

 

Facebook Comments