#J1 Liga Portugal 20-21: Penalti defendido aos 99′, GRs com covid, regressos a Portugal, estreias e muito mais!

Esta é uma novidade d’A Última Barreira para a nova temporada 20-21 que irá resumir tudo o que aconteceu com os guarda-redes em cada jornada da liga portuguesa numa só publicação, com os resumos, comentários às acções chave dos guardiões..

[Famalicão 1-5 SL Benfica]: (ver resumo aqui)

Zlobin, ex Benfica, em estreia na principal liga portuguesa no lado famalicense, sucedendo à dupla Vaná-Defendi da época passada, e Vlachodimos que se mantém na titularidade.

A estreia do guardião russo foi de grande infelicidade, não por sua influência directa no jogo, mas porque apanhou um SL Benfica “faminto” na ressaca europeia e que fez um grande jogo. De assinalar, do outro lado, Odysseas que fez uma grande defesa impedindo o empate na altura (minuto 19) e depois fez um jogo tranquilo até ao golo sofrido.

A reverem, respectivamente, no caso de Zlobin os momentos para aproximar e criar 1×1 perante o adversário – se tem defesa perto ou não, se está mais aberto e com possibilidade de remate ou não – e Odysseas no golo sofrido (e único) de estar à frente do poste perto quando podia estar ligeiramente atrás. Tomou essa decisão porque viu – e bem – um avançado a mover-se para o poste perto e quis encurtar espaço a esse homem, mas depois quando a bola vem para trás e desloca assim para defender o remate, vai em “adivinhação” com o corpo para o lado contrário. Não esperava aquele passe antecipado (nem ele nem a equipa. E ele confiou essa parte à equipa), portanto percebe-se a tomada de decisão de posicionamento naquele espaço porque esse ele podia controlar directamente. Um golo que tem mais de revisão colectiva que individual para o GR, sendo que este foi vítima do primeiro erro colectivo pois deviam garantir o fecho desse espaço.

[Nacional 3-3 Boavista]: (ver resumo aqui)

Um regresso à primeira liga, uma época depois, como a de Daniel Guimarães (desceu e subiu em anos seguidos no clube) sendo considerado o melhor guarda-redes da época passada na 2a liga portuguesa. Apanhou um Boavista inspirado. Alguns problemas ao nível do deslocamento (para a frente em remates exteriores e laterais em bolas no espaço mais abertas). Num jogo descontrolado e muito aberto, sofreu desse ritmo acelerado. Do outro lado estava, pelo Boavista, Léo Jardim que regressou ao campeonato português depois de um ano no Lille com poucos minutos de competição. Sofreu com Riascos, tal “panzer” no ataque à profundidade. No primeiro golo pode ser revisto o momento de aproximação no 1×1 defensivo, em espaços diagonais, permanecendo neste lance algo afastado de um jogador com muita força e potência e que soube aproveitar o ângulo para marcar golo. Mas algumas boas indicações, vai ser útil neste modelo de Vasco Seabra neste “novo Boavista”.

[Sporting – Gil Vicente] – Adiado com jogadores com covid-19 em ambas as equipas.

Renan Ribeiro e Max, GRs do Sporting, e o mister Miguel Matos (treinador de GRs) do Gil Vicente com covid-19. Desejamos rápidas melhoras.

[FC Porto 3-1 SC Braga]: (ver resumo aqui)

Dois titulares desde a época passada, Marchesin – eleito o melhor GR da época passada – e Mattheus respectivamente. Sem responsabilidades em qualquer dos golos sofridos, sendo que o brasileiro sofreu dois golos de grande penalidade. Boas exibições dos dois guarda-redes. Mattheus parece estar “mais fora” no seu controlo do espaço fora da baliza, como haveria estado com Ruben Amorim no comando do clube. Este jogo marcou a estreia de Eduardo como treinador de GRs do SC Braga.

[Santa Clara 2-0 Marítimo]: (ver resumo aqui)

Dois guarda-redes que mantém a titularidade da época passada: Marco Pereira e Amir respectivamente. E foi aqui que esteve a melhor exibição da jornada, absolutamente brilhante Marco Pereira! Na primeira parte contra o vento fez duas defesas fantásticas e na segunda parte segurou a equipa com a defesa da jornada – eleita pela VSports e que concordamos:

Já Amir não soube lidar com o vento contra si mas passa incólume de culpas na partida.

[Moreirense 2-0 Farense]: (ver resumo aqui)

Pasinato manteve-se na baliza da equipa da casa e no regresso do Farense à primeira liga… foi Defendi na baliza. E foi expulso no inicio da segunda parte quando numa desatenção da equipa, ao deixar a bola bater e isolar o adversário, saiu-se fora da área para defender uma bola com a mão. Clara infração e punição, por mais que a equipa tenha falhado… o GR tem de ser o mais sereno e tranquilo e não foi. Entrou Hugo Marques que fez a sua estreia na primeira liga portuguesa e passou do jogo sem culpas. Já Pasinato foi seguro e tranquilo quando o Farense respondeu com assertividade após golo sofrido cedo.

[Vitória SC 0-1 B SAD]: (ver resumo aqui)

Bruno Varela voltou a Portugal, após empréstimo ao Ajax, para jogar no clube vimaranense, substituindo muitos anos depois Douglas (acabou a carreira) e Miguel Silva (vendido ao APOEL). E se não tem muitas culpas no golo, podendo corrigir a aproximação excessiva ao primeiro poste no cruzamento… fora isso, passou a partida com poucas ações, tirando no último lance do jogo uma grande defesa a um remate exterior. Do outro lado foi André Moreira a assumir a baliza, suplente na época passada no mesmo clube onde o titular era Koffi, e esteve muito interventivo e foi em crescendo no jogo. Alguns erros técnicos na primeira parte e compensou na segunda. Pode ter maior continuidade esta época.

[Tondela 1-1 Rio Ave]: (ver resumo aqui)

Babacar Niasse mantém a titularidade do final da época passada após Cláudio Ramos, capitão e referência do clube, e Kieszek igual no clube forasteiro e que vinha de uma baliza inviolada na primeira eliminatória da Liga Europa na Bósnia e de uma totalidade de minutos na liga passada. O guardião “da casa” teve um grande volume de acções, sendo muito estimulado na defesa de baliza e cruzamentos. Não sendo o mais ortodoxo… foi resolvendo os problemas até poucos minutos do final. Mas uma prestação positiva no geral. E o polaco passou despercebido no jogo, tendo mais acções ofensivas e não tanto defensivas.

[Portimonense 1-1 Paços Ferreira]: (ver resumo aqui)

Duas estreias nas balizas, Samuel – vindo dos u23 do clube – e Jordi, do Brasil. Alguns destaques individuais interessantes sendo que Samuel foi mesmo o herói da partida ao defender um penalti aos 99 minutos, mantendo o empate. Nada a dizer no seu golo sofrido, e Jordi no seu golo sofrido a rever o posicionamento corporal – apto para logo uma defesa de baliza e não sair a cruzamento – impedindo essa hipótese de acção e sendo mais complexo o ajuste para defender uma bola cruzada mais aberta e interpretação de trajectória. Muito ágil e rápido nas suas acções.

Facebook Comments