Chegou ao Borussia de Dortmund no início desta temporada, depois de ser uma das revelações na Bundesliga na temporada passada – no Friburgo que acabou por descer de divisão – onde se destacou pela qualidade principalmente entre os postes.

O jovem guardião suiço, Roman Burki, uma das maiores promessas a nível mundial, não teve um início fácil no Dortmund pela mudança de rotinas. Passou de uma equipa onde era massacrado em todos os jogos, com mais de 7 remates à baliza contra, para jogar numa equipa dita “grande” onde raramente é chamado a intervir e onde organiza o jogo desde trás.

Mas desde que recomeçou a liga alemã, depois da paragem de inverno, tem 9 jogos e apenas 2 golos sofridos, vivendo o seu melhor momento de forma desde que chegou ao clube. Lidera a defesa do Dortmund com qualidade e já evoluiu como guarda-redes. Actualmente está mais identificado com a forma de um guardião de um “grande” em vez de ser o fantástico shot-stopper que tinha rotinas desde sempre.

De salientar que em 2 jogos após o recomeço da liga, foi Weidenfeller que não sofreu qualquer golo (incluindo o jogo na vitória ontem contra o Tottenham).

Até onde irá este Dortmund e também Roman Burki? Talento não falta e ameaça o lugar de Sommer na seleção suiça nos próximos anos…