Com o futebol em crescimento nos Estados Unidos da América, já se começa a questionar o sucesso a que pode chegar a seleção estadunidense no futuro. Para isso é preciso rejuvenescer a seleção e, consequentemente, os guardiões americanos.

site britânico Football Every Day decidiu apresentar uma lista de guardiões que podem ser o futuro da baliza americana, de forma a substituir gradualmente os experientes Tim Howard (37 anos) e Brad Guzan (31).

David Bingham (San Jose Earthquakes) – Irmão da antiga guardiã da seleção feminina dos Estados Unidos Kimberly Bingham, o atleta de 25 anos nasceu numa família de guardiões. Totalista pelo clube na MLS, manteve a baliza a zeros por treze vezes, sendo a terceira melhor defesa da competição. Tem uma internacionalização.

William Yarbrough (Club Léon) – Com nacionalidade mexicana, o guardião de 27 anos tem imensa experiência a nível competitivo. Tem duas internacionalizações pela seleção norte-americana e luta por um lugar nos convocados para a Copa América.

Bill Hamid (DC United) – Com 25 anos de idade, Hamid já foi considerado o melhor guarda-redes da MLS em 2014 e é considerado um dos mais promissores guardiões americanos. Também com nacionalidade da Serra Leoa, conta com duas internacionalizações pela seleção norte-americana.

Ethan Horvath (Molde) – Tem 20 anos de idade e é, com toda a certeza, a maior promessa das balizas norte-americanas. Atua no clube sensação da Liga Europa, o Molde da Noruega, e tem um grande percurso pelas camadas jovens norte-americanas. Tem a vantagem de jogar na Europa, algo que Klinsmann aprecia.

Sean Johnson (Chicago Fire) – Com 26 anos de idade conta com cinco internacionalizações pela seleção norte-americana. No entanto, falta-lhe, segundo o site Football Every Day, estabelecer-se como um guarda-redes top na MLS para aspirar a mais internacionalizações.

Cody Cropper (MK Dons) – Tem 23 anos de idade e conta com passagens pela formação de Southampton e Ipswich Town. Foi pré-selecionado para o Mundial 2014 mas, desde aí, tem estado longe das cogitações da seleção, sendo que continua a ser apontado como um guarda-redes com potencial.