A teoria da mão contrária em defesa pelo ar… é contrariada por estudo nacional

É o que indica um estudo sobre o guarda-redes no Porto, onde se estudou cientificamente a rapidez do guardião com a mão contrária ou inferior em defesa aérea. Passamos a citar o Record (aqui) : “Um investigador do Porto estudou algumas técnicas de guarda-redes portugueses, concluindo que são mais rápidos quando usam a mão que se encontra por baixo para defender durante a estirada aérea. Intitulado “Análise Biomecânica da Estirada Aérea do Guarda-redes de Futebol Sénior: Comparação entre a Técnica de Defesa com a Mão Inferior e a Técnica de Defesa com a Mão Superior”, o projeto foi realizado...

Read More